quinta-feira, 12 de julho de 2012

Gordinha feliz

Uma coisa muito difícil de admitirmos é que nem em todos os aspectos somos como queríamos ser e, se esforçar para mudar, nem sempre é o melhor caminho. 

Reconhecer que eu não sou gorda, mas que minhas gordurinhas que tanto me incomodam são, na verdade, parte do meu biotipo, foi difícil. Dizer que isso foi uma superação é, em parte, mentira. Eu ainda me acho gorda, enorme, feia. 

Mas acontece que antes de querer não me sentir gorda, eu queria não gostar de comida. Eu amo comida. Principalmente doces. Segunda feira fiz um bolo de yogurt delicioso para tomar com um belo de um café passado na hora. Na terça, mais bolo. Na quarta, um pão de mel. E na quinta... Bom, agora eu acabei de fazer um doce de banana tão gostoso, mas tão gostoso, que queimei a minha língua comendo ele ainda quente.

Mas se tem alguma coisa que eu não gosto (e ainda bem que meu cérebro não é tão ruim comigo e controla um pouco as minhas vontades) são os embutidos. Mortadela, bacon, calabresa, linguiça, salsicha... De tudo isso eu quero distância. Mas de açúcar... Ah, se pudesse eu casava com o Allan e manteria um affair com ele! 


Acontece que para eu emagrecer e ser do jeito que eu queria ser - uma atriz da Malhação -, eu teria que me privar de muita coisa. Parar de fazer meus bolos, deixar de comprar um chocolate lá e outro aqui, não curtir um gostoso pedaço de pão com manteiga aviação, passar longe das cafeterias e seus cappuccinos e, até mesmo bloquear todos os sites de culinária no meu computador. 


Como disse no post anterior, estou treinando corrida. Correr dias alternados me faz sentir menos culpada por gostar tanto de coisas gordinhas. Acontece que tenho um gosto gordinho por comida. Fazer o que se Deus me fez assim? Mas também não posso dizer que as corridas têm sido um sacrifício. Pelo contrário, a cada treino ela se torna mais prazerosa. 

A parte mais difícil disso tudo é aprender a ser feliz não sendo uma atriz da Malhação e que eu tenho que me amar como eu sou, porque sou muito amada com meus 59kg e 1m55, e isso é o mais importante de tudo. 

Nenhum comentário: