segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Recapitulando...

Esse semestre foi uma droga. Apesar de eu gostar muito do estágio, ele toma um tempo muito precioso de mim e, pelo fato de eu ter que ir e voltar da USP em horário de pico, eu perco mais tempo ainda no trânsito!

Como consequência, tive que abandonar uma matéria e fazer apenas 3! Três matérias é muito pouco, mas não teve outro jeito. Minhas notas também caíram. E isso me deixa muito triste. Saudades da época do colégio que meu ego ficava lá em cima enquanto eu era uma das melhores alunas. Fechava minhas médias antes mesmo do final do ano letivo e só tirava notas entre 8,5 e 10.

Na faculdade, porém, parece que quanto mais eu estudo, mais eu não saio do lugar. Pelo contrário, parece que estudar é quase em vão, é apenas para não reprovar. Como foi possível eu ter ido tão mal, ter tirado uma nota tão ruim, sendo que eu me esforcei tanto?

Enfim, é difícil, mas eu me esforço para não desanimar. Até para escrever eu estou com muita preguiça. Seria muito legal falar das coisas que aprendi este semestre em História Medieval e até em História Antiga, mas que preguiçaaa... O tempo que estou em casa se tornou sagrado para descansar ou... sempre tirar o atraso das minhas leituras acadêmicas.

Outro momento de epifania foi perceber que nunca mais será possível ter férias de pleno ócio. Ai meu deus, penso como os filósofos gregos que valorizam o ócio como um tempo importante àqueles incumbidos de pensar. Se não pensamos, é porque não temos tempo para isso. Sempre tem algo a fazer!

Mas de qualquer maneira, recentemente aconteceu a feira anual de livros da USP que ocorre sempre no prédio de História e Geografia. Foram 115 editoras com no mínimo 50% de desconto em todos os seus livros. Me deleitei. Gastei mais do que podia, mas estou trabalhando, mereço fazer um agrado a mim mesma. Infelizmente a banca da Cia das Letras tinha uma fila de mais de 1 hora só para poder olhar os livros, então não pude ir à essa banca, mas me deleitei nas outras. rs

Agora, the most problem of all: lê-los.

Ainda não acabei o semestre. Das três disciplinas, faltam duas, mas está no fim. Segunda-feira que vem acaba este semestre que há muito já devia ter acabado.

Pretendo, porém, retomar meus posts. É ruim ficar muito tempo sem escrever, porque depois sinto que quando eu quero escrever, a escrita não sai facilmente. Tem que ser aos trancos e barrancos.

Quem sabe eu não consiga ler os livros que comprei e volto a escrever as resenhas deles aqui....

Que post inútil, raramente escrevo tanta abobrinha... É a falta de prática!

4 comentários:

Thiago César disse...

inutil nada!
adoro saber da vida alheia! hehe...
eh bom desabafar um pouco também, ajuda...

minhas aulas acabaram essa semana, mas o estagio, soh quarta q vem...

pobres seres universitarios...
=(

CA Ribeiro Neto disse...

Menina, que inútil o quê!

A vida de todo mundo está corrida e a gente tem que pregar a própria cruz para se manter ao que gosta, ainda mais quando o que gostamos requer mais do que apreciá-lo.

aguardo ansiosamente seus próximos posts!
beijos

Levi disse...

Um escritor também revela sua alma em seus escritos.

Sempre admirei as pessoas que trabalham e estudam, muito mais ainda quando eu também passei a fazer parte desta ilustre categoria de pessoas de vida corrida, excesso de trabalho, estudos atrasados e madrugadas em claro...

Adorei seu blog, por favor, vença a preguiça!

Paulo Henrique Passos disse...

Ainda bem que, como tu já demonstrou nos teus posts, tu gosta mesmo do que tu faz (estuda), apesar de estar sendo difícil. Acho que isso já é um ponto positivo de tudo isso.

E quanto ao teu comentário lá no meu blog, num sei se o que eu escrevi tem a ver exatamente com as teorias de Freud, porque afinal eu não as conheço assim tão bem. Não escrevi pensando nessas teorias. Mas de tanto falarem, acho que deve ter algo incucado na minha cabeça.