sexta-feira, 28 de maio de 2010

Um novo estilo de piercing

Essa semana ficou famosa a foto de um toureiro na Espanha que, durante a tourada, sofreu um sério ferimento. O chifre do touro entrou pela sua garganta e saiu pela boca. A imagem é chocante, confesso. Mas vi até brincadeiras com isso, chamando o acidente de um novo estilo de piercing. É importante dizer também, como estava o touro na foto. Todo mundo fala da vítima, mas o touro era outra vítima. Estava sangrando e também sofria com sérios ferimentos.

No dia em que eu vi a matéria, o toureiro não tinha morrido, mas estava com sérios problemas. Na minha opinião ele deveria ter morrido para a garantia de que ele nunca iria fazer mais isso. É ingenuidade achar que com a morte de um toureiro as touradas terminariam, mas pelo menos é um sádico doentio a menos no planeta.

Vi gente defender o toureiro com vários argumentos: de que é uma cultura muito antiga na Espanha ou que, como ser humano, ele deve ter mais piedade por nossa parte do que um mero touro, porque se fosse nosso pai ou algum outro parente nosso não estaríamos torcendo pelo animal irracional; ainda há gente que diz que é hipocrisia ser contra as touradas e comer carne. Pois bem, não acho que qualquer cultura, por mais antiga que seja, justifica práticas de sadismo. Há uma enorme diferença entre matar para comer e matar para se divertir depois de torturar o pobre animal. Tenho a mesma opinião não só sobre toureiros, mas qualquer outro imbecil que judia dos animais de outras maneiras, seja maltratando ou estimulando brigas entre cachorros, galos.. É ridículo. Eu já sinto vontade de matar gente que judia de cachorros, mantendo-o preso, sem alimentação, sem carinho ou batendo. Por que num touro pode?

É essa falsa noção do ser humano de se achar superior a todos. Isso só mostra o quão são inferiores. É esse egocentrismo que cria cachorros violentos, animais em extinção, milhares de filhotes de animais silvestres mortos em tráfico ilegal, e acidentes em touradas. O toureiro não é um coitado, ele foi lá para se divertir e divertir uma plateia inteiramente sádica, sabendo muito bem dos riscos que corria ao enfrentar um animal de mais de uma tonelada.

Minha revolta contra essas pessoas se canaliza numa esperança: que, se existe reencarnação, o traficante ilegal renasça num ninho de araras e morra sufocado dentro de um cano de PVC; o idiota que mantém um cachorro preso e ignorado, sofra dos mesmos males; um caçador de baleia ou tubarão, nasça como um desses animais... É ridículo? Pode até ser, mas não é mais ridículo de achar que, só porque é capaz de fazer filosofia, é superior aos outros animais.

Se um ser humano é capaz de problematizar o tempo, elaborar um calendário ou pisar na Lua, um cachorro é capaz de amar e ser muito mais fiel do que muita gente aí que se acha muito superior.

7 comentários:

Hermes disse...

É uma provocação interessante, e é um chute nos ovos do relativismo cultural. Muitas culturas desenvolveram ritos sádicos, talvez essa seja uma característica de boa parcela da humanidade, o sadismo, isso justifica tanta crueldade em diversas culturas. Quanto ao homem se achar superior, queira perceber também que são inúmeros os esforços intelectuais para o homem achar que é superior. Já na Bíblia começa dizendo que tudo foi feito para o homem. Um filósofo filho da puta aí disse há uns 400 ou 500 anos atrás que devemos dominar, "domesticar" a natureza. Então isso fica cristalizado na mente de muitas pessoas. E sobre os cachorros, ora, são capazes de serem fieis mesmo mais do que muitas pessoas. Mas também, se você for alimentar e tá alisando a cabeça dum cachorro, obviamente que ele vai ser fiel, sem esforço ele tá ganhando o alimento dele. Assim é ótimo, apesar de que as vezes ele possa te morder. Mas no caso de seres humanos, os pais dão a comida para o filho, e eles mesmo assim não são fieis. Mas claro, que alguns pais também não merecem...Enfim, questão complicada.

Don Allan disse...

Concordo Gi...uma coisa é matar pra comer, outra simplesmente pra judiar !

Alcir Martins disse...

Pensando nisso:
http://centrodeestudosambientais.wordpress.com/2010/05/29/se-o-mundo-fosse-vegano/

e para início de uma reflexão pra além do humanismo:
http://centrodeestudosambientais.wordpress.com/2010/05/23/nunca-confiei-em-capitalistas-tampouco-em-humanistas-e-socialistas-que-nao-enxergam-para-alem-de-suas-especies/

acompanho esse blog de onde indico as duas postagens...

Marcília Sousa disse...

Depois de ler o seu escrito fui dar uma olhada na materia que você menciona, é realmente chocante, mas não consegui sentir e nem ver esse toureito como vítima. Na minha opinião o irracional de toda a historia é o homem(toureiro), pois a unica coisa que o touro faz nessas arenas é tentar se defender por se sentir ameaçado. É preciso que esses fatos acontecam para que o homem perceba que não tem nada de superior.

Beijos!! =*

CA Ribeiro Neto disse...

Realmente, isso é um absurdo.

Primeiramente porque a carne desse touro provavelmente não será usada para alimentação depois dessa putaria, por dois motivos: porque carne de touro é musculosa, portanto, dura; e porque a carne toda furada, infiltra sangue demais na carne, o que estraga a carne toda... hehehehee

mas, enfim, nada diferente dos rodeios daí e das vaquejadas daqui!

beijos

Thiago César disse...

nao tava sabendo dessa lance do toureiro, vou agora mesmo atras de alguma coisa a respeito disso na internet... hehe!

concordo com vc, só nao na parte de sofrer as mesmas coisas na proxima reencarnação... até pq a gente nem sabe se existe isso, e mesmo se existisse, ele nao ia lembrar de nada, entao eh melhor pagar nessa vida mesmo, pra garantir q ele saiba exatamente porque! hehe...

CA Ribeiro Neto disse...

O blog tá bonito, Gi!!!!