domingo, 13 de dezembro de 2009

Ismália

Muitos já sabem da minha opinião sobre poesias. Nunca os entendo e nem consigo fazer um comentário se quer sobre eles. Porém, há alguns raros poemas, perdidos pelas páginas dos livros de literatura do Ensino Médio, que me enncataram e, mesmo depois de algum tempinho, eu não os esqueço e relê-los é sempre um prazer.

Ismália

Quando Ismália enlouqueceu,
Pôs-se na torre a sonhar...
Viu uma lua no céu,
Viu outra lua no mar.

No sonho em que se perdeu,
Banhou-se toda em luar...
Queria subir ao céu,
Queria descer ao mar...

E no desvario seu,
Na torre pôs-se a cantar...
Estava perto do céu,
Estava perto do mar...

E como um anjo pendeu
As asas para voar...
Queria a lua do céu,
Queria a lua do mar...

As asas que Deus lhe deu
Ruflaram de par em par...
Sua alma subiu ao céu,
Seu corpo desceu ao mar...

(Alphonsus de Guimarães)

7 comentários:

Don Allan disse...

É muito legal esse poema ! =DD


Agora eu lembrei : tem ele escrito na parede do metro vergueiro, se nao me engano. ;D

CA Ribeiro Neto disse...

A postagem do Marcelo te inspirou a postar essa poesia, foi? hehehehehe

Bem, bela e simples poesia, não conheço esse autor, mas eu gostei da poesia dele!

Paulo Henrique Passos disse...

Acho que a história lá do Marcelo foi inspirada nessa poesia.

Bem gostosa de ler a poesia.

Hermes disse...

Simbolismo. Grande Alphonus de Guimarães, passei o ensino médio gamado nele kkk. Esse estilo dele me influenciou muito, e eu às vezes só lia poemas do simbolismo, mas ainda prefiro Cruz & Sousa, do uqe ele. Os dois são bons.

CA Ribeiro Neto disse...

Gi, Temos mais dois novos integrantes do Blogs de Quinta. São esses:

Marília Maia - http://ninhomaia.blogspot.com/
Fabio Paulino - http://minhacoreblues.blogspot.com


Adcionem e dêem as boas-vindas!

Mehazael disse...

Vocês tdos perceberam a infuêcia que sofri do Alphonsus. hauehauheeheha
Minha história foi baseada, sim, nesta poesia (uma das que eu mais gosto). Não só nela, mas tambem na música "Sailorman's Hymn", da banda Kamelot. Quem quiser conhecer, muito bonita a música, uma balada bem boa.
E que bom que compartilhamos destes gostos. Se é bom, tem mais é que gostar, mesmo.
Bjs!

Thiago César disse...

vi num programa da tv cultura (contos da meia-noite) um conto com uma historia muito parecida a desse poema. e um dos blogueiros de kinta tb jah escreveu um conto com uma historia semelhante a essa... estranha coincidencia! ahuuha!